A Mulher Adúltera

A Mulher Adúltera

 

 

1) Maria Madalena foi a mulher de quem Jesus expulsou sete demônios (Mc. 16,9; Lc. 8,2); que acompanhava e servia Jesus na Galiléia (Lc. 8,2); que acompanhou Jesus até a Judéia pouco antes da Paixão (Mt. 27,55; Mc. 15,41); que ficou diante da Cruz (Mt. 27,55; Mc. 15,41; Jo. 13,25); que levou perfumes para ungir o corpo do Senhor no sepulcro (Mt. 28,1; Mc. 16,1-2; Lc. 24,1; Jo 20,1); que viu pessoalmente o Senhor ressuscitado (Mc 16,9); e que foi enviada aos apóstolos pelo Senhor (Jo. 20,17).

2) Maria, irmã de Marta e Lázaro, também chamada de Maria de Betânia, era a mulher que ouvia as palavras do Senhor enquanto sua irmã, Marta, trabalhava arduamente (Lc. 10,38-42); que esteve presente durante a ressurreição de seu irmão Lázaro (Jo. 11,1-2); e que ungiu os pés do Senhor alguns dias antes da Páscoa (Jo. 12,3-8).

3) Além, destas duas Marias, lemos em Lc 7,36-50 que "uma mulher de má fama" ungiu o Senhor. Repare-se que o evangelista não citou seu nome... Quem seria, portanto?

a) Seria Maria de Betânia, tendo em vista a informação de Jo. 12,3-8? Não! Porque a unção de Jo. 12,3-8 se deu na casa de Lázaro/Marta/Maria, em Betânia, empregando-se nardo; enquanto que a de Lc 7,36-50 se deu na casa de Simão, o fariseu, sendo que a pecadora empregou as próprias lágrimas que lhe caíram do rosto e alabastro. Logo, se tratando de dois episódios distintos e independentes, distintas e independentes são as personagens...

b) Seria, então, Maria Madalena, já que esta foi citada logo depois (Lc. 8,2) do episódio, nominalmente, como uma das mulheres que acompanhavam Jesus e era endemoniada (=pecadora)? Ora, o fato de ter sido endemoniada, não significa que era pecadora (até porque todos são pecadores, mas nem todos são endemoniados!), muito menos a específica pecadora de Lc 7, que o evangelista fez questão de manter o anonimato e não afirmou que era também endemoniada! Logo, muito provavelmente não se tratava de Maria Madalena...

E quem era? Não sabemos, pois nem a Bíblia, nem a Tradição lhe conservaram o nome! Basta, pois, chamá-la de "a pecadora anônima".

4) E quanto à mulher adúltera de João 8,3-12? Também não lhe sabemos o nome; apenas que "era pecadora". Ora, o fato de a mulher adúltera ser pecadora, não tem o condão de transformá-la, arbitrariamente, na Maria Madalena... Trata-se, assim, de uma quarta pessoa.

Como quer que seja, e voltando o foco para Maria Madalena, a GRANDE LIÇÃO que a Bíblia e a Tradição oferecem sobre ela (mesmo quando um ou outro teólogo adota o entendimento minoritário) é que ela foi uma grande convertida ao Evangelho.

Complemento

Ralmente se alguem afirma isso, está afirmando sem base bíblica, o texto usado para se referir a mulher adúltera está em João 8:1-11 os exegetas (pessoas que estudam minuciosamente os textos para um maior esclarecimento) indicam tal mulher como maria madalena, mas não há base histórica ou evangélica para se afirmar com certeza, eu também aconselho que é bom saber que havia mais de um sentido para a palavra adúltera, esta palavra era usada tanto para adulterio sexual como também adulterio religioso, no caso de adulterio sexual a lei de Moises é clara: "Quando um homem for achado deitado com mulher que tenha marido, então ambos morrerão, o homem que se deitou com a mulher, e a mulher..." (Dt 22:22), então porque a mulher do texto de João 8 foi levada sozinha para ser apedrejada, cadê o homem? isso indica que provavelmente não se tratava de um adultério sexual, mas sim de um adulterio religioso como está registrado em Exodo 34...outro exemplo desse tipo de adulterio é que até Jesus foi chamado de adúltero como está escrito em João 8:48 "Responderam, pois, os judeus, e disseram-lhe: Não dizemos nós bem que és samaritano..." (para os doutores da lei na época os samaritanos eram considerados adúlteros) e também quiseram apedrejar Jesus: "Então pegaram em pedras para lhe atirarem; mas Jesus ocultou-se, e saiu do templo..." João 8:59.
devemos estudar a Bíblia de maneira correta para termos total conhecimento e clareza de tudo que está registrado e não sairmos por aí afirmando coisas que não sejam corretas ou que não sejam possíveis de se conhecer, Deus nos revelou somente o que nos é necessário o que não é está guardado para Ele.

 

Se preferir comente clicando neste link