O Pregador deve ser Assalariado?

O Pregador deve ser Assalariado?

 

 

É lamentável ver tanta gente expondo as suas opiniões sem fundamento bíblico, sem coerência, sem justiça e sem amor.
O que importa não é o que pensamos sobre o assunto, e sim o que a Bíblia diz.
Quanto gente que se diz crente colocando opiniões totalmente diferentes do que a Bíblia ensina. 
Que vergonha! Quanta ignorância! Está na hora do povo ler e estudar melhor a Bíblia.

A pergunta é: O que a Escritura diz sobre o sustendo do pregador (pastor)? Essa é a pergunta certa.

Vamos para as respostas bíblicas:

1. Cristo disse aos seus discípulos que o trabalhador é digno do seu sustento.

"Vão! Eu os estou enviando como cordeiros entre lobos. Não levem bolsa nem saco de viagem nem sandálias; e não saúdem ninguém pelo caminho. Quando entrarem numa casa, digam primeiro: ‘Paz a esta casa’. Se houver ali um homem de paz, a paz de vocês repousará sobre ele; se não, ela voltará para vocês. Fiquem naquela casa, e comam e bebam o que lhes derem, pois o trabalhador merece o seu salário. Não fiquem mudando de casa em casa. Quando entrarem numa cidade e forem bem recebidos, comam o que for posto diante de vocês". Lucas 10:3-8

Cristo ordenou que os seus discípulos comessem e bebessem o que as pessoas dessem, isto seria o salário deles.

Ele não disse que os seus discípulos deveriam trabalhar fora para se manter, pelo contrário. Ele diz que quem ouve o Evangelho deve dar de comer e beber para quem prega o Evangelho.

2. Cristo era sustentado pelos bens de mulheres que foram agraciadas por ele.

"Depois disso Jesus ia passando pelas cidades e povoados proclamando as boas novas do Reino de Deus. Os Doze estavam com ele, e também algumas mulheres que haviam sido curadas de espíritos malignos e doenças: Maria, chamada Madalena, de quem haviam saído sete demônios; Joana, mulher de Cuza, administrador da casa de Herodes; Susana e muitas outras. Essas mulheres ajudavam a sustentá-los com os seus bens. 
Lucas 8:1-3

O próprio Cristo era sustentado por mulheres. Este era o seu salário.

3. Paulo ensinou que todo pregador tem direito a ter o seu sustento.

"Não temos nós o direito de comer e beber? Não temos nós o direito de levar conosco uma esposa crente como fazem os outros apóstolos, os irmãos do Senhor e Pedro?
Ou será que apenas eu e Barnabé não temos o direito de deixar de trabalhar para termos sustento? Quem serve como soldado às suas próprias custas? Quem planta uma vinha e não come do seu fruto? Quem apascenta um rebanho e não bebe do seu leite? Não digo isso do ponto de vista meramente humano; a Lei não diz a mesma coisa? Pois está escrito na Lei de Moisés: "Não amordace o boi enquanto ele estiver debulhando o cereal". Por acaso é com bois que Deus está preocupado? Não é certamente por nossa causa que ele o diz? Sim, isso foi escrito em nosso favor. Porque "o lavrador quando ara e o debulhador quando debulha, devem fazê-lo na esperança de participar da colheita".
Se entre vocês semeamos coisas espirituais, seria demais colhermos de vocês coisas materiais? Se outros têm direito de ser sustentados por vocês, não o temos nós ainda mais? Mas nós nunca usamos desse direito. Pelo contrário, suportamos tudo para não colocar obstáculo algum ao evangelho de Cristo. Vocês não sabem que aqueles que trabalham no templo alimentam-se das coisas do templo, e que os que servem diante do altar participam do que é oferecido no altar? Da mesma forma o Senhor ordenou àqueles que pregam o evangelho, que vivam do evangelho. Mas eu não tenho usado de nenhum desses direitos. Não estou escrevendo na esperança de que vocês façam isso por mim. Prefiro morrer a permitir que alguém me prive deste meu orgulho. 1 Coríntios 9:4-15

Paulo abriu mão do seu direito de ser sustentado pela igreja de Corinto, mas não obrigou os outros a fazerem o mesmo, pelo contrário, ele ensinou que salário é direito de todo trabalhador, inclusive do pregador.

4. Paulo ordenou que o discípulo deve partilhar todas as coisas boas com o seu mestre.

"O que está sendo instruído na palavra partilhe todas as coisas boas com quem o instrui". 
Gálatas 6:6

Tudo que desfrutamos de bom na vida, devemos partilhar com os nossos mestres espirituais.

5. Paulo precisou ser sustentado pela igreja de Filipos.

"Apesar disso, vocês fizeram bem em participar de minhas tribulações. Como vocês sabem, filipenses, nos seus primeiros dias no evangelho, quando parti da Macedônia, nenhuma igreja partilhou comigo no que se refere a dar e receber, exceto vocês; pois, estando eu em Tessalônica, vocês me mandaram ajuda, não apenas uma vez, mas duas, quando tive necessidade. Não que eu esteja procurando ofertas, mas o que pode ser creditado na conta de vocês. Recebi tudo, e o que tenho é mais que suficiente. Estou amplamente suprido, agora que recebi de Epafrodito os donativos que vocês enviaram. Elas são uma oferta de aroma suave, um sacrifício aceitável e agradável a Deus. O meu Deus suprirá todas as necessidades de vocês, de acordo com as suas gloriosas riquezas em Cristo Jesus. Filipenses 4:14-19

A famosa promessa de (Fp. 4.19) foi dada a única igreja que sustentou o apóstolo Paulo quando ele estava passando necessidade.
Este texto nos ensina que quem sustenta homens de Deus será sustentado por Deus.

6. Paulo ensinou que pastores que lideram bem a igreja e que se dedicam ao ensino e a pregação devem receber salário dobrado.

"Os presbíteros que lideram bem a igreja são dignos de dupla honra, especialmente aqueles cujo trabalho é a pregação e o ensino, pois a Escritura diz: 'Não amordace o boi enquanto está debulhando o cereal', e 'o trabalhador merece o seu salário' ". 1 Timóteo 5:17-18

De acordo com a Escritura, pastor que é excelente líder, mestre e pregador deve ganhar em dobro.

Fiz questão de colocar o contexto bíblico para que ninguém tenha dúvidas que o pregadorr que trabalha liderando, ensinando e pregando tem DIREITO ao seu sustento, ou seja, SALÁRIO.

Se alguém discorda dessas verdades, está discordando de Deus, de Cristo, dos Apóstolos e da Bíblia, pois foi Deus quem disse: "Não amordace o boi enquanto ele estiver debulhando o cereal". Por acaso é com bois que Deus está preocupado? Não é certamente por nossa causa que ele o diz? Sim, isso foi escrito em nosso favor. 1 Coríntios 9:9-10. Cristo disse: "... àqueles que pregam o evangelho, que vivam do evangelho". 1 Coríntios 9:14. Paulo disse: "Os presbíteros que lideram bem a igreja são dignos de dupla honra, especialmente aqueles cujo trabalho é a pregação e o ensino..." 1 Timóteo 5:17.

Alguém trabalha de graça? Claro que não. Então por que só o pastor tem que trabalhar de graça?

Agora eu pergunto: Qual deve ser o salário de um homem que deixa o seu trabalho para ser pastor integralmente na igreja e tem uma esposa para cuidar e filhos para sustentar?

Quanto deve ser o salário de um pastor que dedica mais o seu tempo com a igreja do que com a sua família, que aconselha, prega, ensina, batiza, faz casamento e velório, reconcilia casais, que é traído, caluniado, criticado, perseguido, injustiçado, humilhado, ofendido, rejeitado e desprezado por pessoas de dentro e fora da igreja, que zela pela sua reputação, seu caráter e seu nome?


Veja II Coríntios 11 7-13

 

7 Pequei, porventura, humilhando-me a mim mesmo, para que vós fôsseis exaltados, porque de graça vos anunciei o evangelho de Deus?

 

8 Outras igrejas despojei eu para vos servir, recebendo delas salário; e quando estava presente convosco, e tinha necessidade, a ninguém fui pesado.

 

9 Porque os irmãos que vieram da Macedônia supriram a minha necessidade; e em tudo me guardei de vos ser pesado, e ainda me guardarei.

 

10 Como a verdade de Cristo está em mim, esta glória não me será impedida nas regiões da Acaia.

 

11 Por quê? Porque não vos amo? Deus o sabe.

 

12 Mas o que eu faço o farei, para cortar ocasião aos que buscam ocasião, a fim de que, naquilo em que se gloriam, sejam achados assim como nós.

 

13 Porque tais falsos apóstolos são obreiros fraudulentos, transfigurando-se em apóstolos de Cristo.

14 Assim ordenou também o Senhor aos que anunciam o evangelho, que vivam do evangelho.


15 Mas eu de nenhuma destas coisas usei, e não escrevi isto para que assim se faça comigo; porque melhor me fora morrer, do que alguém fazer vã esta minha glória.


16 Porque, se anuncio o evangelho, não tenho de que me gloriar, pois me é imposta essa obrigação; e ai de mim, se não anunciar o evangelho!


17 E por isso, se o faço de boa mente, terei prêmio; mas, se de má vontade, apenas uma dispensação me é confiada.


18 Logo, que prêmio tenho? Que, evangelizando, proponha de graça o evangelho de Cristo para não abusar do meu poder no evangelho.

1 Coríntios 9:14-18

Concluo dizendo que não seria mais digno do pregador trabalhar com suas mãos, noite e dia se preciso for para não ser pesado a niguém? Parece-nos mais cômodo receber salário para pregar. Aliás, quanto mais afamado o PREGADOR, maior é a glória do seu salário. Os pregadores adicionam aos ouvidos dos fiéis o que lhes é necessário, e subtrai as coisas que não llhes favorece.

Quem tem ouvidos ouça o que o Espírito diz as Igrejas...

 

SE PREFERIR PERGUNTE CLICANDO AQUI