S. Tiago irmão de Jesus

S. Tiago irmão de Jesus

 

jpg

 

 

 

 

 

 

Tiago assumiu o governo da Igreja com os apóstolos, destacandose entre todos os homens, desdeotempo de nosso Senhor, comoalguém justo e perfeito. Não tomava vinho nem bebida alcoólica e não comia alimento algum de origem animal. A navalha nunca lhe tocou a cabeça. A ele somente era permitido entrar no recinto sagrado do templo, pois não se vestia com roupas de lã, mas apenas de linho. Costumava entrar a sós e lá, caindo de joelhos, pedia perdão para o povo. Assim, pelo fato de se ajoelhar com tanta freqüência para adorar a Deus e implorar perdão para o povo, seus joelhos perderam o sentido do tato e ficaram entorpecidos e ásperos como os de um camelo. Ele foi, pela excelência de sua vida justa, chamado de “o Justo” e “a salvaguarda do povo.” É preciso entender que os relatos dos martírios dos apóstolos provêm sobretudo da tradição.


Por isso, quando muitos dos seus homens importantes passaram a crer, houve um tumulto provocado pelos judeus, escribas e fariseus, os quais diziam: “Corre-se o perigo de que todo o povo venha a considerar Jesus como o Cristo”. Reuniram-se, portanto, entre si e disseram a Tiago: “Nós te imploramos para refrear o povo, pois aspessoas crêem em Jesus como se ele fosse Cristo. Nós te rogamos para persuadir a todos os que vieram para a festa da Páscoa a pensarem corretamente sobre Jesus. Pois todos prestam ouvidos a ti e todo o povo atesta que tu és justo e que não aceitas a pessoa de qualquer homem. Portanto, persuade o povo para que ninguém seja enganado a respeito de Jesus, pois todo o povo e até nós mesmos estamos dispostos a obedecer-te. Por isso, fica de pé sobre o pináculo do templo, para que possas ser visto no alto e tuas palavras possam ser ouvidas por todos, pois todas as tribos e muitos gentios se reuniram para a Páscoa”. E assim os referidos escribas e fariseus puseram Tiago sobre as ameias do templo e dirigindo-se a ele gritavam: — Tu, homem justo, a quem todos nós devemos obedecer, este povo está se perdendo seguindo Jesus que foi crucificado.
E ele em voz alta respondeu: — Por que me perguntais sobre Jesus, o Filho do Homem? Ele está sentado à mão direita do Altíssimo e virá sobre as nuvens do céu.
Ouvindo isso muitos se persuadiram e glorificavam a Deus pelo testemunho de Tiago dizendo: — Hosana ao Filho de Davi.


Então os escribas e fariseus diziam uns aos outros: — Agimos mal ao provocar esse testemunho de Jesus. Vamos subir até ele e atirá-lo para baixo, para que outros, tomados de medo, venham a negar a fé. — E puseram-se a gritar dizendo: — Ei, cuidado! Esse homem também foi seduzido. — Por isso, subiram ao pináculo do templo a fim de atirá-lo lá do alto. Todavia, ele não morreu com a queda, mas, virando-se, pôs-se de joelhos dizendo: — Ó Senhor Deus, Pai, eu te suplico para perdoá-los, porque não sabem o que fazem. — E eles disseram uns aos outros: — Vamos apedrejar Tiago, o homem justo.

— E o conduziram para castigá-lo com pedras. Mas enquanto o apedrejavam, um sacerdote lhes disse: — Parem! Que estais fazendo? O homem justo orou por vós. — E um dos circunstantes, um pisoador, apanhou o instrumento que se usava para bater e apertar o pano e com ele golpeou o homem justo na cabeça, e assim terminou o seu testemunho. Sepultaram-no naquele mesmo lugar. Ele foi uma verdadeira testemunha de Cristo para os judeus e os gentios.